I
  Editorial
 

- O JORNALISTA E O CARTEIRO -

NÃO QUEIRAM CULPAR O CARTEIRO PELA MÁ NOTÍCIA

Nossa região ficou tão desacostumada com a imprensa INDEPENDENTE, que tem gente se descabelando com o nosso site.

Estão querendo colocar a culpa no BOCA DO POVO, pelos fatos que estão acontecendo ultimamente em Manhumirim. 

Como se a gente tivesse poder pra isso. Um site pequenino, que está começando agora (há três meses no ar) e estão criando esse bafafá todo...


Certa vez um carteiro foi entregar uma carta na casa de um poderoso senhor  em uma pequena cidade do interior. Ao abrir a carta ele viu que era uma cobrança. O homem ficou furioso e colocou o carteiro pra fora aos berros e chutes.

Na semana seguinte o mesmo carteiro, já desconfiado e com medo, foi entregar outra carta para o mesmo senhor. O rico homem acostumado a mandar em todo mundo, já tinha por hábito pisar e perseguir a todos, rispidamente abriu a mensagem.

Ao se deparar que era uma notícia comunicando a morte do pai do rico senhor, o homem esbravejou, pegou um revólver e matou o carteiro. Guardando a arma na cintura ele olhou para o corpo estendido no chão  e disse: “ Na semana passada você veio com aquela conta e hoje com a morte do meu pai. Seu filho da mãe, agora você nunca mais dá má notícia pra ninguém.”

Neste mesmo momento passa um “jornalista” que recebia seus salários do poderoso senhor. Ao olhar a cena e já conhecendo o patrão que tinha, publicou no dia seguinte na primeira página de seu jornal:- “CARTEIRO TROPEÇA, CAI EM CIMA DA ARMA E MORRE EM FRENTE À CASA DO BENFEITOR DA CIDADE”


O pobre carteiro era apenas o condutor da notícia. Não foi ele quem fez a conta e muito menos o causador da morte do pai do poderoso senhor.

Assim é o JORNALISTA DE VERDADE. A função da imprensa é informar a verdade dos fatos. Somente os ditadores procuram esconder a realidade e criar um campo florido que na verdade só está escondendo um pântano de podridão. Ninguém pode mexer! Deixa aparecer só as flores, bonitas e coloridas... A podridão deixa escondida debaixo da relva verde.

Para quem pensa assim trabalha a imprensa comprada.

Portanto, caros leitores, gostaria de lembrar a todos que nosso site é apenas o CONDUTOR DOS FATOS, O CARTEIRO, O MICROFONE, O VEÍCULO. Aqui não fabricamos a notícia e muito menos usamos dinheiro público para bancar promoção pessoal.

Nossos anunciantes são pessoas do povo, comerciantes que vivem do dinheiro digno que ganham como fruto do suor limpo de verdadeiros manhumirienses.


Agrademos a enorme recepção, com apenas dois meses de vida. Ainda estamos em fase de adaptação e gostaríamos de deixar uma pergunta no ar: se o jornalbocadopovo.com é um “sitezinho de um jornaleco”, como foi dito no dia da inauguração da policlínica pelo Senhor Prefeito, porque eles estão tão incomodados? ...


Queremos continuar sendo do jeito que somos, pois quanto mais se sobe sem Deus no coração, MAIOR É O TOMBO.


João Rosendo
DIRETOR EDITORIAL


Jornal Boca do Povo - EDITORIAL - Copyright 2010 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Multimídia Informática