MANHUMIRIM - JORNAL BOCA DO POVO DE MANHUMIRIM - jornalbocadopovo.com - BOCA DO POVO DE JOÃO ROSENDO
 

TELEFONE (33) 3341.1026

 
 
             
I
  Nota Dez
 

NOTA DEZ PARA A JUSTIÇA DE MANHUMIRIM QUE ACATOU DENUNCIA DA CÂMARA E DETERMINOU DEMISSÕES NA PREFEITURA

CHEGA DE NEPOTISMO

Em janeiro de 2014 a vereadora Ana Paula Destro (que é irmã da companheira há anos do ex-prefeito Ronaldo do PT e que seu irmão foi secretário de saúde no mandato passado), os vereadores Benísio Enfermeiro, Dalbino Cler, Rodrigo Soares e o presidente da Câmara Dário Veiga fizeram denúncia no Ministério Público dizendo que estava acontecendo a prática de nepotismo nos quadros de funcionários da Prefeitura. 

A denúncia, feita por este grupo de vereadores, tem gerado críticas de quem perdeu emprego, culpando o vereador Dário que, como presidente, liderou o grupo.

A vereadora Ana Paula Destro disse que a lei não permite o nepotismo (só podia no mandato do cunhado dela do PT), mas contratações foram feitas de forma errada e agora está este constrangimento de ter que fazer as demissões.

O vereador Dalbino Cler desabafou sobre as críticas: “Estão acusando o presidente Dário de ser o único responsável por esta ação que foi de vários vereadores. A lei não permite ao Município contratar pessoas sem concurso público beneficiando uma mesma família. O Executivo deveria ser o primeiro a ser guardião das leis e cumpri-las. Eu posso citar aqui a Constituição Federal, a Súmula do STF, a Lei Orgânica Municipal em seu artigo 133. É tão difícil para as pessoas entenderem? Estamos cumprindo nosso trabalho e querem encontrar um culpado. Entendo que as pessoas precisam trabalhar, mas não ferindo a Lei”. O vereador Sebastião Tristão disse que o ideal é fazer concurso público para evitar estas situações. O presidente Dário, que tem sido alvo de críticas explicou: “É proibido pessoas de uma mesma família trabalhar no poder público. Eu não denunciei ninguém em especial, mas o nepotismo e quem estava nesta situação precisou sair. O nepotismo precisa ser combatido. A lei existe e é preciso corrigir, moralizar. Fiscalizei e legislei através da Câmara”.

Aliás, eu aposto um chiclete que tem vereador na câmara de Manhumirim que NUNCA leu a LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO.

Esses mesmos vereadores, querendo dar uma de DEMAGOGOS e DESCUMPRIDORES DA LEI, estão com peninha de quem vai ter que ser mandado embora alegando mais desemprego na cidade.

Mas, caros edis, não se preocupem com isso, pois outros que não são parentes de políticos terão que ser contratados.

 

Além do mais não precisam de ter pena de ninguém não, pois os infratores do NEPOTISMO são todos parentes de VEREADORES, SECRETÁRIOS MUNICIPAIS, PREFEITA E SUBSECRETÁRIOS, cargos esses que o salário varia de 2.500,00 a 8.000,00.

Se já tem um na família mamando gordo, o certo é deixar pra outras famílias o emprego em questão.

Nota dez para os vereadores Dário Veiga, Ana Paula Bastos Destro, Benísio Arbuíne, Rodrigo Soares que exerceram sua função principal como vereador que é LEGISLAR e FISCALIZAR.

Estas são as funções do verdadeiro vereador, pois tem alguns por aí que pensam que verador é funcionário da prefeitura e tem que ficar o dia todo na porta da policlínica ou trepado em trator e caminhão.

Quanto aos demais, que não sabem que a Lei Orgânica, promulgada em 1988, já proibia o NEPOTISMO desque que foi escrita, esses deveriam estudar mais um pouquinho e parar de ficar falando que ''no governo passado também tinha''.

Se querem copiar atos dos governos passados, que copiem o que foi bom para o município, pois um ERRO NÃO JUSTIFICA O OUTRO, caros vereadores de um mandato só.

Portanto NOTA DEZ para o Ministério Público de Manhumirim que fez cumprir a carta magna do município, a LEI ORGÂNICA e o Decreto 7.203/2004 que são terminantemente contra o NEPOTISMO, ou seja empregar parentes de políticos e agentes políticos sem o CONCURSO PÚBLICO.

Nota dez com força, lei é lei e foi feita para SER CUMPRIDA.

 

 

 

 

 

 

 

A JUSTIÇA ESTIPULOU PRAZO DE TRINTA DIAS PARA TODOS OS PARENTES DE POLÍTICOS OU AGENTES POLÍTICOS SEREM DEMITIDOS. MULTA DE MIL REAIS POR DIA CASO NÃO SE CUMPRA

Vereadores Rodrigo Soares, Ana Paula Bastos Destro Sathler, Dalbino Cler, Benísio Arbuíne assinaram a DENÚNCIA de NEPOTISMO no atual governo. Cumpriram o papel de FISCAIS DO POVO

Vereador Dário Veiga, presidente da Câmara Municipal de Manhumirim, também assinou a denuncia de NEPOTISMO no atual governo, pois acredita que é preciso saber dividir o pão... Se já tem uma pessoa que ganha alto salário na prefeitura, é ILEGAL E IMORAL que mais parentes ganhem também. Quem quer trabalhar na prefeitura tem que prestar CONCURSO PÚBLICO

 

O prefeito Jorge Caetano dos Santos, vereadores Luciano Portilho Bórchio, Mílton Moreira, Marcos Flávio Maroni Rodrigues e o presidente da câmara em sua fala declarando promulgada a LEI ORGÂNICA DE MANHUMIRIM, que alguns vereadores nunca leram...

Vereador João Sanches Ferreira, prefeito Jorge Caetano dos Santos, vereadores Luciano Portilho Bórchio, Mílton Moreira, Marcos Flávio Maroni Rodrigues e o presidente da câmara em 1988 João Rosendo Alvim Soares, RELATOR DA LEI ORGÂNICA DE MANHUMIRIM que era considerada a mais perfeita do leste de Minas e foi copiada por muitos municípios e recentemente foi retalhada por um presidentezinho que passou pela casa e cortou vários direitos do povo para atender ao ex-prefeito derrotado do PT

Jornal Boca do Povo - DIREÇÃO JOÃO ROSENDO - Copyright 2010 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Multimídia Informática