TELEFONE (33) 3341.1026

 
 
             
I
 
 

NOTA ZERO PARA A VIRADA DE ANO EM MANHUMIRIM

TRADIÇÃO INTERROMPIDA

É triste quando um povo confia e vota em alguém de fora da cidade.

Um município deve ser administrado pelas pessoas que têm suas origens plantadas no lugar.

É o que aconteceu nesses oitos anos em que Manhumirim foi adminstrada por um cidadão de Faria Lemos: acabou com o carnaval, com o festival de inverno, com as festas juninas, com o esporte local e por último conseguiu até banir da cabeça do povo o espírito de Natal e não realizou a tradicional queima de fogos do reveillon.

Uma tradição que resistiu mais de oitenta anos foi quebrada na virada de 2012 para 2013.

Talvez quem sabe cultivando uma retaliação contra o povo que não votou no seu candidato o prefeito Padre Ronaldo deixou passar em branco as festas do Natal e Ano Novo e não realizou a queima de fogos, não teve show na praça, tudo passou em branco...

E não adianta se desculpar dizendo que "foi para economizar o dinheiro público", pois o prefeito gastou muito mais mandando imprimir revistas coloridas e em papel couchê da melhor qualidade para mais uma vez fazer sua promoção pessoal com o dinheiro do povo.

Os poucos fogos que ouvimos à meia noite partiram de residências particulares de manhumirienses de verdade...

Segundo os historiadores de nosso município, a tradição dos fogos na virada do ano foi iniciada pelo prefeito Alfredo Lima, homem culto que realmente amava Manhumirim, e, como tinha muita influência do povo carioca, começando em nossa cidade a queima de fogos aunciando o novo ano e agradecendo as bênçãos conseguidas no ano que terminava.

A tradição durou mais de oitenta anos, e, segundo alguns entrevistados, deve passar muito desse número, pois alguns mais antigos afirmam que antes de Manhumirim se tornar cidade, já havia a festa de fim de ano com muitas formas de expressão e comemoração.

Portanto, nota zero para o prefeito que sai e que vai deixar mais um ponto no seu curriculo na cidade: O prefeito que acabou com várias tradições de uma Manhumirim que nunca foi dele...

Nota zero!

Uma tradição de mais de oitenta anos foi quebrada em 2012: a prefeitura não realizou a queima de fogos e muito menos a festa de revéillon. Será que foi uma retaliação contra o povo que não votou no candidato do prefeito?...

 

Alfredo Lima - o primeiro prefeito de Manhumirim deu sequência à queima de fogos na virada do ano. Os outros prefeitos também, o único da história de Manhumirim que deixou morrer a tradição foi o prefeito derrotado Ronaldo Lopes Correa

Além de shows na praça a cidade era decorada e existia a queima de fogos, que pela primeira vez passou de liso no ano de 2012...

 

 

Jornal Boca do Povo - DIREÇÃO JOÃO ROSENDO - Copyright 2010 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Multimídia Informática