I
 
 

NOTA ZERO PARA A FALTA DE RESPEITO POR PARTE DA PREFEITURA COM A FAMÍLIA E A MEMÓRIA DO GRANDE BENFEITOR DE MANHUMIRIM ERVAL DE AZEVEDO MENDES

Não se comentava em outra coisa no velório do ex-prefeito, espera aí, deixa eu escrever com letras maúsculas EX-PREFEITO de Manhumirim, Sr. Erval de Azevedo Mendes!

Erval, independente de ter sido o FUNDADOR do PMDB de Manhumirim, prefeito por dois mandatos, foi também um empresário de vanguarda que além de suas empresas, foi quem trouxe o TELEFONE, o SINAL DE TELEVISÃO, O BANCO DO BRASIL, O IPSEMG, o CONTORNO além de conseguir outros benefícios para a cidade que ele sempre amou e lutou com sua cabeça evoluída e idéias de vanguarda.

Era um homem de linha, educado e de princípios, coisa difícil na classe política de hoje.

Foi perseguido pelo atual prefeito durante os oito anos em que foi o Chefe do Executivo Municipal de Manhumirim, talvez por isso o prefeito não Decretou LUTO OFICIAL, e se decretou foi só pra inglês ver, pois a prefeitura e os demais órgãos municipais funcionaram normalmente no dia em que o ex-prefeito estava sendo velado na sede da Câmara Municipal.

O pior ainda, é que, segundo alguns professores da rede municipal, de acordo com ordens da Secretária de Educação, que por sua vez anda sob o mando do prefeitão, ninguém estava liberado para ir ao velório durante o horário de serviço.

Alguns professores, em protesto, abandonaram suas salas de aula e foram cumprir a obrigação de cristãos e manhumirienses para prestar a última homenagem ao ex-prefeito, sob acusação de terem seu dia descontado no final do mês.

Mas, analisando bem, acho que a atual administração não faz isso por mal.

Fazem porque não possuem educação o suficiente, não sabem das regras da etiqueta social e humanitária e muito menos possuem polimento para tanto.

O prefeito nem se fala, pois esse não sabe da história de Manhumirim, não conhece as famílias de bem que trabalharam para que hoje nossa terra se transformasse no que é.

Fica aqui registrado nossa NOTA ZERO para a falta de respeito com a família do Sr. Erval, para com o PMDB limpo e principalmente para com os MANHUMIRIENSES que sempre respeitaram e reverenciaram o grande líder que ora se despede desse plano espiritual.

Não custaria nada ter respeitado a memória de um ex-prefeito que deixou como herança para toda sua família o nome de um homem HONESTO, DINÂMICO, EDUCADO e sobretudo MANHUMIRIENSE de coração.

Aliás, essas qualidades são apenas para quem tem berço, coisa que o dinheiro, principalmente o que é fruto de corrupção, jamais compra...

 

Erval Mendes ladeado pela esposa D. Irani e pela então vice-prefeita Sandra Marques

 

Morre o ex-prefeito e benfeitor de Manhumirim Erval de Azevedo Mendes e a prefeitura funcionou normalmente. Falta de respeito, de educação e principalmente falta de conhecimento sobre a história de vida dos grandes homens de nossa terra.

 

A prefeitura apenas decretou "Ponto Facultativo" para inglês ver, pois até mesmo o Paço Municipal funcionou normalmente.

Jornal Boca do Povo - Copyright 2010 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Multimídia Informática