Notícias
 

 

 
 
             
I
Noticias
 

CANCELADA A FEIRA DA PAZ DE MANHUAÇU

44 ANOS DE FEIRA DA PAZ

Em tempos de crise é cada vez mais desafiador desenvolver projetos, manter empregos e, principalmente, promover eventos, feiras 

Há um mês o Governo vem fazendo contas tentando evitar o cancelamento, que acabou não sendo possível

e festas. Em Manhuaçu a situação não é diferente, mas o Governo Municipal tem buscado soluções para não deixar a cidade sofrer um colapso, principalmente nos serviços essenciais, como saúde e educação, e garantir que o funcionalismo público municipal não seja impactado, já que o repasse de verbas federal e estadual tem encolhido drasticamente.

Na tarde de quinta-feira, 23 de julho, após reunião entre o prefeito Nailton Heringer, o secretário de Fazenda, Cristovam Rocha, e a secretária de Cultura, Mariza Klein, depois de uma avaliação minuciosa, confirmou-se a impossibilidade da realização da Feira da Paz, tradicional festa popular do município.

A decisão foi tomada como medida de contenção de gastos, devido ao agravamento da situação financeira que afeta cidades de todo o país, levando inclusive o Governo Federal a anunciar medidas que afetam todos setores da economia, trabalhadores e municípios.

O Governo de Manhuaçu, por meio da secretaria de Cultura, chegou a publicar a contratação de shows para abrilhantar a festa no Diário Oficial, conforme planejamento orçamentário previsto pela Secretaria de Fazenda, o que foi divulgada por algumas mídias da região, na expectativa de a situação melhorar, mas pelo contrário, nos últimos dois meses o quadro só vem se agravando e os repasses para cobrir as despesas geradas, chega cada vez menos.

A realização da Feira da Paz representa um investimento mínimo de R$ 700 mil, valor que pode ser aplicado em outros segmentos como obras e assistência social, por exemplo.

Vale ressaltar que o cancelamento refere-se apenas a Feira da Paz, outros projetos e eventos de menor orçamento, promovidos pela Secretaria de Cultura e Turismo, previstos para o resto do ano, têm agenda mantida.

Para o prefeito Nailton Heringer foi difícil tomar a decisão de não realizar a Feira da Paz em 2015. “É uma medida extrema, mas necessária.

Em tempos de crise temos que priorizar o que é mais importante. Não queremos comprometer pagamento de servidores, de fornecedores, a prestação de serviços básicos e a realização de pequenas obras.

Não queríamos cancelar, pois o evento é o maior da região e tradicional, mas não tivemos alternativa” – lamentou.

 

TEXTO E FOTOS: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Manhuaçu

 

A secretária de Cultura, Mariza Klein Nascimento, o secretário de Fazenda, Cristovam Rocha, e o prefeito Nailton Heringer

Os outros projetos da Secretaria de Cultura permanecerão na pauta, apenas a Feira da Paz foi cancelada - afirma o prefeito Nailton Heringer

A Feira da Paz de Manhuaçu foi criada no então governo do ex prefeito Camilo Nacif na década 70, de lá pra cá nunca houve cancelamento do evento. Em 2015 completaria 44 anos de existência

Grande público prestigiou em 2014 a Feira da Paz de Manhuaçu

 

 

 

Jornal Boca do Povo - DIREÇÃO JOÃO ROSENDO - Copyright 2010 - Todos os direitos reservados