Notícias
 

 

 
 
             
I
Noticias
 
POR FALTA DE FORÇA POLÍTICA DE "NOSSOS" DEPUTADOS O PATRIMÔNIO DO IBC PODE IR PARA PARTICULARES

Interesses financeiros particulares fazem parte dos bastidores do caso ?...

Em vários cidades de nossa região o patrimônio do antigo IBC foi doado para o município, como por exemplo CARATINGA onde obras já adiantadas, estão sendo feitas no local.

O Instituto Brasileiro do Café, com sigla IBC, foi uma Autarquia do Governo Federal, vinculada ao Ministério da Indústria e Comércio, que definia as políticas agrícolas do produto no Brasil entre os anos 1952 e 1989, quando foi extinto.

A entidade foi sucessora do Departamento Nacional do Café, organismo governamental, que funcionou até 1946. Com o fim do IBC, o Governo do Brasil criou, em 1996, o Conselho Deliberativo de Política do Café.

Depois de extinto, passados alguns anos, o patrimônio que se encontrava sendo utilizado por logradouros ou prédios públicos, foi doado para os respectivos municípios.

Em Manhumirim, como tudo é mais AMARRADO e falta força política dos "nossos" deputados, tanto o prédio quanto a área podem parar nas mãos de particulares, que já estão de olho no local, esperando uma brecha para "arrematar" o bem na bacia das almas.

No dia 14 de agosto de 2015 esteve em Manhumirim uma comissão do Governo Federal para DESCARTAR de vez a possibilidade da doação do patrimônio para o município. Na ocasião, a comissão informou a realização de um leilão do imóvel...

Este foi realizado, mas não apareceu comprador para fazer o arremate.

Desde o início do mandato, a prefeita busca soluções para o local, que é de propriedade da União, mas, até o momento, o município não tem autorização para uso ou outras ações no referido imóvel.

Prefeita já se reuniu em Belo Horizonte e em Brasília (DF) para tratar do assunto com o Governo Federal.

A preocupação atual é com as constantes invasões que o local sofre, por parte de usuários de drogas e de vândalos que têm depredado as dependências ali existentes, inclusive portas, janelas e até mesmo as instalações elétricas.

Para adentrar nas instalações, os invasores danificaram cadeados e cercas da propriedade do Governo Federal. Moradores e pedestres que transitam nas proximidades têm feito contato com a prefeitura, informando sobre a presença de pessoas estranhas e solicitando providências.

Em Abril de 2012, A Secretaria do Patrimônio da União, do Ministério do Planejamento, fez a cessão definitiva do armazém de Manhumirim e de outros sete no Estado para a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

Em Manhumirim, a estrutura foi construída nos anos 1960, e, quando as atividades se encerraram, em 1989, o imóvel foi fechado, não sendo mais utilizado. Sem a devida manutenção, nestas quase três décadas, o local tem sofrido com as variações climáticas e o vandalismo.

A partir desta nova visita, a Prefeita Darci Braga acionou o Departamento Jurídico da Prefeitura para as devidas providências, tendo em mãos relatórios com as fotos atualizadas para encaminhamento ao Governo Federal para que uma solução seja encontrada.

PROJETO CETAC

Centro de Tradições Agrícola e Cultural

Em maio de 2015 uma comissão designada pela Prefeita Darci Braga esteve no local para colher dados para a produção do projeto CETAC (Centro de Tradições Agrícola e Cultural): João Rosendo, vereador Presidente da Câmara Roberto (Bob) Belarmino, Raimundo, arquiteta Andreia Bussinger e engenheiro Juliano. O projeto ficou pronto e a prefeita levou para Brasília. Será que alguém viu?...

A pedido da prefeita Darci Braga, a arquiteta Andrea Bussinguer desenvolveu um projeto, que em parceria do nome com João Rosendo, intitulado CETAC (Centro de Tradições Agrícolas e Culturais) para a ultilização do galpão, que segundo laudo do Corpo de Bombeiros, tem capacidade para receber confortávelmente DEZ MIL PESSOAS. No projeto a área abrigaria um centro cultural para eventos diversos, com cinema, palco, e vários estandes.

Mas, pelo visto, tem gente que nem se deu ao trabalho de ler o documento...

E olha que a obra não é faraônica e pode ser feita com RECURSO PRÓPRIO DO MUNICÍPIO.

 

SEM FORÇA POLÍTICA É NADAR, NADAR E MORRER NA AREIA

A Prefeita Darci Braga está empenhada no caso, mas, de nada adiantará de não houver FORÇA POLÍTICA, pois a prefeita sozinha não vai conseguir a "doação". É preciso organizar uma COMISSÃO formada por pessoas de representatividade no município e, nem que seja para fretar um ônibus e encher os gabinetes de Brasília.

Será uma VERGONHA para nossos políticos perderem um patrimônio localizado "dentro de casa" para particulares.

Onde estão nossos deputados? Onde está a força deles?

Saudades do Genésio Bernardino, Mário Assad, Dr. Jorge Hannas, Tancredo Neves, Aureliano Chaves, Itamar Franco...

Já não se fazem mais políticos como antigamente... Tomara que eu engula minhas palavras e volte para dar os PARABÉNS para o deputado que atender não a prefeita apenas, mas o MUNICÍPIO e conseguir reverter o caso...

Eita Manhumirim...

O armazém possui grandes portões que permitem perfeitamente o fluxo de público no local

Com telhado intacto e em ótimo estado, o local pode abrigar um público de mais de DEZ MIL PESSOAS

Imagina as festas de nossa cidade sendo realizadas em local APROPRIADO, com palco, cobertura e piso, sem lama e nem poeira...

Imagina camarotes nesta área e por baixo os estandes para o comércio em eventos e utilizado normalmente como salas a serviço do municipio

Para quem conhece os CENTROS DE CONVENÇÕES dos grandes centros sabe do que estou falando...

Manhumirim seria o POLO de grandes eventos de toda a região... Um diamante bruto que temos dentro de casa e não estão sabendo valorizar...

Um local praticamente PRONTO para um centro de convenções, shows e eventos culturais, dentro da cidade e que não despertou os olhos mortos e a inoperância de nossos políticos...

 

FOTOS e TEXTO: João Rosendo

 

Por que os outros municípios conseguiram e Manhumirim NÃO ?...

A Prefeita Darci Braga fez nova visita à antiga estrutura do extinto IBC (Instituto Brasileiro do Café), nesta terça-feira, 26 de janeiro de 2015, acompanhada do representante da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Estudo Superior, Darlan Nunes.

No ano passado, uma reunião foi realizada no Gabinete da Prefeitura de Manhumirim – momento em que Darci Braga apresentou novas propostas de uso do local aos integrantes de uma comissão do Governo Federal que esteve na cidade. Na foto os vereadores Sebastião Tristão Ribeiro e Ivan Caetano, a prefeita Darci Braga, o advogado Luiz Amorim, o prefeito de Alto Jequitibá Daniel Sather e Dr. Rogério Veiga Aranha - Superintendente de Patrimônio da União, Júlia Maria de Oliveira - Cheve de Divisão de Destinação (SPU-MG) e Eli Siqueira então Superintendente Regional do Trabalho e Emprego de MG, hoje vice-presidente dos Correios. Neste dia a comissão DESCARTOU a doação da área para o município

Quem vê o armazém do IBC de cima, não imagina o que dá para ser feito no local. Uma riqueza para nossa cultura local, que pode ir para as mãos de particulares por falta de força política de nossos deputados

O local está sendo depredado por vândalos, pois os rondas foram afastados

Na área com casas, banheiros, lavador de carros, guaritas... Tudo sendo depredado, entregue às moscas e ao mosquito da dengue, literalmente

Infra-estrutura com banheiros amplos...

A casa da foto está em ruínas... Tudo abandonado

A entrada do local onde pode ser feito um portal para receber o público... Tudo na cabeça, algumas coisas no Projeto CETAC

Infelizmente em Manhumirim tem gente que pensa pra baixo, ou melhor, NÃO PENSA... Só agem quando o interesse é PARTICULAR e FINANCEIRO...

VEJA EXEMPLOS DE OUTRAS CIDADES QUE APROVEITARAM ARMAZÉNS PARA ESPAÇOS CULTURAIS

Jornal Boca do Povo - DIREÇÃO JOÃO ROSENDO - Copyright 2010 - Todos os direitos reservados