JORNAL BOCA DO POVO DE MANHUMIRIM - VERDADE E UTILIDADE PÚBLICA - DIREÇÃO JOÃO ROSENDO
 

 

 
 
             
I
Noticias
 

Emater apresenta relatório de 2014 à Câmara de Manhumirim

Entre as ações, preocupação com a proteção e recuperação das nascentes

Esteve na tribuna da Câmara, na sessão ordinária de 23 de abril, Tiago Braga de Oliveira que foi apresentar o relatório de atividades de 2014 da Emater, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais.

Alguns dias antes foi protocolado na Casa o relatório completo. Tiago explicou que a Emater tem como objetivo principal promover o desenvolvimento sustentável e para isto ela direciona suas atividades.

Ele afirmou que tem percebido uma evolução dos produtores de Manhumirim não só em relação à produção, mas novos conhecimentos e práticas culturais, fruto do trabalho que a Empresa desenvolve com eles.

E que a Empresa tem se preocupado em implementar políticas com foco na agricultura familiar e valorização das pessoas.

Tiago alertou para a importância do agricultor de Manhumirim se conscientizar, acreditar mais e certificar sua propriedade rural, sendo que apenas três fizeram isto. A certificação permite definir o índice de produtividade da propriedade e pode ser vantajosa se atualizada a cada ano, já que a situação pode mudar, seja para aumentar ou para diminuir a área cultivada ou o volume de produção, até mesmo, mostrar se uma propriedade deixou de ser improdutiva, livrando-a de desapropriações.

A Lei Federal nº 5.868/72 foi a que instituiu o Sistema Nacional de Cadastro Rural no País etodos os proprietários rurais devem prestar declaração cadastral dentro dos prazos e para os fins corretos, porque podem ser vítimas de lançamento pelo poder público com alíquotas máximas, além de multas.

A Emater possui sua unidade regional mais próxima em Manhuaçu e, entre os 24 municípios a que se destina, apenas um ainda não possui escritório, mas já está buscando implantar. Em Manhumirim ela atua há 40 anos e o Município possui o café como principal produto.

 

O café e o uso de alimentos na merenda escolar


De acordo com o relatório foram produzidas 153 mil sacas de café no Município em 2014 e espera-se para este ano um grão menor, mas produção maior do que a do ano passado.

A estimativa é de 165 a 167 mil sacas em 2015. Cumprindo a Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, e a Resolução FNDE nº 38, de 16 de julho de 2009, as escolas das redes públicas de educação básica passaram a usar produtos da agricultura familiar nas refeições oferecidas aos seus alunos.

Isto tem sido cumprido pela Prefeitura e o Município compra 30% da produção de alimentos produzidos pela agricultura familiar destinados à merenda escolar.

 

 

 

Projetos em andamento, um deles para proteger e recuperar nascentes


Tiago explicou que a Emater iniciou dois projetos de suma importância. Um deles é para captação de enxurradas já com um piloto sendo desenvolvido no Córrego do Bonfim. O projeto precisa do apoio dos proprietários rurais, sendo identificados mais de 70 pontos que necessitam de caixas de contenção, sem ser nas estradas principais, muitos passando dentro de propriedades com plantio de café.

O objetivo é implantar o projeto em todo o Município. O outro projeto é para proteger nascentes d’ água.

Para isto é preciso conscientização das pessoas para que não façam o desmatamento nem deixem animais pisotearem os locais próximos delas. O vereador DalbinoCler disse que o momento atual é difícil com escassez de água e perguntou se a Empresa tem desenvolvido ações pela recuperação daquelas que já estão depredadas.

Ele perguntou, também, se o SAAE tem procurado a Emater para fazer parcerias.

“Sim, em nossos projetos focamos nas nascentes das cabeceiras das adutoras do Município. A cabeceira da Limeira, que é uma das mais importantes fornecedoras de água para Manhumirim é uma das que está mais devastada. Mas já estamos na fase do plantio de mudas e vamos buscar conseguir mais este ano. Também estamos fazendo um trabalho de conscientização. Quanto ao SAAE, sempre nos procuram, até porque há córregos que passam perto de lavouras, aí fazemos uma campanha com o produtor inclusive no controle do uso de agrotóxico. Quero frisar que a maioria dos projetos é em parceira com o Município”, explicou Tiago.

O presidente da Câmara Roberto Bob agradeceu pela apresentação do relatório e parabenizou a equipe pelos resultados: “É importante a transparência da Emater em nosso Município

 

Jornal Boca do Povo - DIREÇÃO JOÃO ROSENDO - Copyright 2010 - Todos os direitos reservados