Notícias
 

 

 
 
             
I
Noticias
 

SAUDADE SEMPRE DE UM AMOR VERDADEIRO

Textos escrito por Jussara dos Santos Oliveira em homenagem ao seu esposo Furmigão falecido recentemente lidos nas missas de sétimo dia e mês

 

PASSOS DE FORMIGA

Vou seguir a vida em passos de formiga.

Formiga que ousou cantar feito cigarra fazendo da própria vida um apoteótico samba enredo levando-me a crer no canstante carnaval que traz nas suas alegorias a singela e verdadeira felicidade traduzida nas juras do seu amor eterno.

Formiga que sempre acreditou que a primavera não iria tardar levando-me a crer que não é preciso temer o inverno.

O inverno passou, mas a primavera não chegou.

Não chegou porque o seu cantar se calou.

As alegorias descolorizaram-se antecipando as cinzas do nosso carnaval.

Não chegou porque seus olhos se fecharam e seu coração não mais pulsou, levando consigo nossos sonhos e a felicidade disfarçada num estranho sentimento vazio e enfadonho.

Vou sguir a vida em passos de formiga que me ensinou que mais cedo ou mais tarde a primavera voltará, por isso não preciso temer o inverno.

Formiga que me fez feliz de verdade na realidade do nosso amor eterno.

Vou seguir a vida, agora sem você, mas sem jamais te esquecer porque você, Formiga, Furmigão, Altair é a veracidade do meu amor eterno.

 

Jussara dos Santos

 

SAUDADE ETERNA

 

Saudade que dói

Faz trinta dias que você se foi.

Saudade que suaviza num outro 23 de outubro quando nos encontramos...

E num êxatase de sonhos nos embriagamos numa avalanche de amor e felicidade.

E assim se fez:

nos consolidamos no altar.

Saudade que corrói.

Há um vazio escancardo no peito clamando insistentemente pela sua presença.

Saudade que ameniza pois foi Deus Quem me deu você

e foi Ele quem te levou.

A vida que inicia, vida que finda, vida que eterniza...

Tentar entender?

Não, melhor não.

Melhor é crer nos mistérios do grande Autor.

Eu não perdi você, devolvi para Deus.

Foi Ele quem deu, Ele levou.

Melhor é crer, esperar, amar...

Fé, esperança e amor.

Respostas perfeitas para um coração atordoado.

Fé no amor, esperança no amor, Deus é amor.

Amor que nos uniu e agora permite a saudade.

Saudade eterna.

Saudade de você.

Saudade do nosso amor.

 

Jussara dos Santos

Manhumirim, 23 de outubro de 2015

Jussara e Furmigão

 

 

 

Jornal Boca do Povo - DIREÇÃO JOÃO ROSENDO - Copyright 2010 - Todos os direitos reservados